Abrir escritório próprio ou ir para Coworking? Os prós e contras

Se você é empreendedor ou está se preparando para isso, com certeza já se deparou com essa questão: Abrir escritório próprio ou ir para um Coworking? 

“Dez em cada dez empreendedores já fritaram o cérebro com essa dúvida cruel.”


Escritório próprio x Coworking

A princípio, quando começamos a vislumbrar nossa startup a primeira imagem que vem a nossa cabeça é o espaço onde a magia irá acontecer.

Além disso, é claro que a imaginação não tem limites mas quando vamos materializar esse sonho nos deparamos com inúmeras questões que vão além do pôster descoladão e da “parede de tijolinhos expostos”.

Primeiramente, o espaço físico de trabalho é composto por uma ampla gama de objetos e serviços que vão da cadeira de escritório ao serviço de internet disponível para o local.

Consequentemente, essa variedade de desafios impactará diretamente no orçamento disponível para o empreendimento e tem sido o fator decisório em quase 100% das startups.

Ao optar por um modelo ou outro, o empreendedor deve avaliar os prós e contras.

A seguir vamos explorar em detalhes cada um dos casos.

monitoramento de segurança

Escritório próprio

Antes de mais nada, o empreendedor que opta por ter seu próprio escritório são inúmeros os desafios  mas se tiver êxito é animador ter um espaço que é a “a sua cara”.

Sendo assim, vamos analisar esse modelo:

Prós

– Sem dúvida a privacidade é apontada como um dos fatores que mais contam;

– A escolha do imóvel que mais se aproxima da sua necessidade e/ou idealização;

– A liberdade de fazer mudanças estruturais;

– A autonomia para a customização do espaço com a sua marca;

– O controle sobre os gastos;

– A possibilidade de escolha dos móveis de escritório e a decoração;

– A indescritível sensação de ter um “cantinho para chamar de seu”.

Contras 

– O alto custo para manter um escritório próprio é o maior empecilho desse modelo; 

Queimou uma lâmpada ou estourou um cano? A responsabilidade é com você; 

Alguns imóveis precisam de adequações de segurança e isso também é sua responsabilidade 

– Muitos dos empresários acabam tendo que investir muito dinheiro em sistemas de segurança. 

– Se o imóvel for alugado, os longos contratos e as pesadas multas podem sua estratégia de crescimento.
 

Enfim, esses são alguns prós e contras em ter seu próprio escritório e antes de tomar uma decisão, vamos analisar o modelo de coworking.

móveis para escritório

Coworking – o que é isso?

A princípio, coworking nada mais é do que um espaço de trabalho compartilhado. O conceito surgiu nos EUA nos anos 2000 e chegou no Brasil alguns anos depois.

Entretanto, existem aproximadamente 1200 espaços de coworking e este modelo esta em expansão.

Como resultado, quando surgiram no Brasil os freelancers eram o grande publico mas hoje em dia também são utilizados por startups e empresas já consolidadas.

Aqui vemos alguns preços de coworking na cidade de São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Então vamos analisar esse modelo:

Prós

– O baixo custo se comparado ao modelo de aluguel tradicional é apontado como a principal vantagem de utilizar o modelo de coworking;

A infraestrutura total e disponível de imediato: é chegar, tomar um cafezinho e por a mão na massa;

A ausência de longos contratos de locação e pesadas multas rescisórias. Caso precise cancelar e mudar de espaço é muito mais fácil;

Por ser um espaço compartilhado com outros profissionais, o coworking pode ser ótimo para expandir seu networking; 

Os melhores coworkings tem múltiplos espaços: salas de reunião, salas coletivas e salas para trabalhar sozinho.

Contras

Privacidade. Esse é um dos maiores inconvenientes ao trabalhar em um espaço compartilhado.

Com várias outras empresas e pessoas habitando o mesmo espaço, o nível de distração tende a aumentar.

Coworkings geralmente tem horários de funcionamento preestabelecidos: então, se for preciso acelerar o projeto, talvez precise fazer em casa.

Não são todos os coworkings que dispõem de espaço para armazenamento de equipamentos. Isso pode ser um empecilho na hora de escolher esse modelo.
 

Em outras palavras, esses são alguns pontos importantes em observar ao ter seu próprio escritório ou trabalhar em um coworking.

Portanto, para tomar a decisão apropriada o empreendedor deve conhecer bem o modelo de negócio, além de ponderar sobre as necessidades da empresa.
Resumindo, para ajudar você a decidir, criamos uma planilha com estimativas de custo para cada modelo e disponibilizamos ela para download aqui.

Enfim, agora que você sabe um pouco mais sobre os dois modelos que tal preencher esse formulário e aguardar o contato de uma empresa especialista nessa estratégia. 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *