Quais são as startups unicórnios de 2019?

O que é uma startup unicórnio e quais conseguiram esse título em 2019?

Saiba o que é uma startup unicórnio e veja quais conseguiram atingir esse patamar em 2019.


O que são startups?

Esse termo startup surgiu já faz um tempo nos Estados Unidos, entretanto só ganhou notoriedade no Brasil a partir das empresas ponto-com, entre os anos 1996 e 2001.

Assim, essa bolha fez com que as novas empresas que estavam na internet ganhassem visibilidade e ficassem em alta.

Então, difundiu o termo que no começo tinha relação com um grupo de pessoas que trabalhavam em ideias de negócios diferentes que tenham grandes chances de crescimento.

A palavra Startup é sinónimo de começar algo e colocar para funcionar.

Entretanto, atualmente esta palavra tem uma definição um pouco mais difundida.

Startup é: Um grupo de pessoas que procuram um modelo de negócio inovador, repetível e escalável, sendo assim trabalhando em condições incertas e desenvolvendo soluções.

Vale a pena lembrar que, uma empresa nova nem sempre pode ser considerada startup e nem toda startup vai ser assim para sempre.

Então, por exemplo, uma pizzaria tradicional que abrir a pouco tempo não é uma startup, até porque “vender pizzas” já é um negócio tradicional e com viabilidade comprovada.

Para ser considerada uma startup é necessário ter uma proposta que ainda não foi utilizada no mercado, sendo assim, não sabemos se vai dar certo.

Entretanto, uma empresa que inovou, porém já está consolidada no seu modelo de negócio também não pode mais ser chama de startup.

Um exemplo é o Facebook e Google, que antigamente começaram como startups, e atualmente são empresas de referência no mercado.

Startups que atingiram o status de unicórnio em 2019

Essas empresas que estão avaliadas em 1 bilhão ou mais, trabalham em diversos setores, como segurança, finanças, estética e saúde mental.

Este ano de 2019 tem sido muito bom para as startups. Então, de acordo com os dados analisados eles indicaram 19 startups que conseguiram atingir o status de unicórnio.

Veja quais:

10X Genomics

O que faz: Sistema de sequenciamento de genes

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 7 de janeiro

Sede: Pleasanton

Quando foi fundada: 2012

Valor de mercado: US$1,28 bilhão.

 

360 Enterprise Security Group 

O que faz: Plataforma de segurança cibernética

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 9 de janeiro

Sede: Pequim

Quando foi fundada: 2015

Valor de mercado: US$ 3 bilhões.

 

N26 

O que faz: Serviços bancários móveis

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 10 de janeiro

Sede: Berlim

Quando foi fundada: 2013

Valor de mercado: US$ 2,7 bilhões.

 

Confluent 

O que faz: Plataforma de código aberto

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 23 de janeiro

Sede: Palo Alto

Quando foi fundada: 2014

Valor de mercado: US$ 2,5 bilhões.

 

Gympass 

O que faz: Assinatura de academia e estúdios

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 25 de janeiro

Sede: São Paulo

Quando foi fundada: 2012

Valor de mercado: US$ 1,1 bilhão.

 

Hims

O que faz: Oferece produtos de bem-estar em uma plataforma online

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 28 de janeiro

Sede: São Francisco

Fundação: 2017

Valor de mercado: US$ 1,1 bilhão.

 

Databricks

O que faz: Plataforma de análise de dados.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 5 de fevereiro

Sede: São Francisco.

Quando foi fundada: 2013.

Valor de mercado: US$ 2,75 bilhões.

 

Calm

O que faz: Aplicativo de meditação.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 6 de fevereiro.

Sede: São Francisco.

Quando foi fundada: 2012.

Valor de mercado: US$ 1 bilhão.

 

Aurora

O que faz: Tecnologia para carros autônomos.

Quando atingiu o status de startup unicórnio:7 de fevereiro.

Sede: Palo Alto. 

Quando foi fundada: 2016. 

Valor de mercado: US$ 2,5 bilhões.

 

Health Catalyst

O que faz: Plataforma de análise de assistência médica. 

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 7 de fevereiro. 

Sede: Salt Lake City. 

Quando foi fundada: 2008 

Valor de mercado: US$ 1 bilhão.

 

Nuro

O que faz: Veículos de entrega autônoma. 

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 11 de fevereiro.

Sede: Mountain View.

Quando foi fundada: 2016.

Valor de mercado: US$ 2,7 bilhões.

 

TuSimple

O que faz: Serviços com caminhões autônomos.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 13 de fevereiro.

Sede: Pequim.

Quando foi fundada: 2015.

Valor de mercado: US$ 1 bilhão.

 

Flexport

O que faz: Gestão de transporte fretado internacional.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 21 de fevereiro

Sede: São Francisco

Quando foi fundada: 2013.

Valor de mercado: US$ 3,2 bilhões.

 

Horizon Robotics

O que faz: Tecnologia de inteligência artificial.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 26 de fevereiro.

Sede: Pequim.

Quando foi fundada: 2015.

Valor de mercado: US$ 3 bilhões.

 

Danke Apartament

O que faz: Plataforma de aluguel de apartamentos.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 28 de fevereiro.

Sede: Pequim.

Quando foi fundada: 2015.

Valor de mercado: US$ 2 bilhões.

 

Chime

O que faz: Plataforma de mobile banking.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 5 de março.

Sede: São Francisco.

Quando foi fundada: 2013.

Valor de mercado: US$ 1,3 bilhão.

 

Glossier

O que faz: Oferece produtos de beleza em plataforma online e lojas físicas.

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 19 de março

Sede: Nova York

Quando foi fundada: 2013

Valor de mercado: US$ 1,2 bilhão.

 

Doctolib

O que faz: Serviços de atendimento médico

Quando atingiu o status deunicórnio: 20 de março

Sede: Luxemburgo

Quando foi fundada: 2013

Valor de mercado: US$1 bilhão.

 

Rent the Runway

O que faz: Aluguel de roupas e acessórios online

Quando atingiu o status de startup unicórnio: 21 de março

Sede: Nova York

Quando foi fundada: 2009

Valor de mercado: US$1 bilhão.

Mas afinal, como surgiu o termo startup unicórnio?

Este termo startup unicórnio surgiu em 2013 quando o fundador da Cowboy Ventures o, Aillen Lee, o descreveu como empresas eram valorizadas em mais de 1 bilhão de dólares sem terem um capital na bolsa de valores.

As startups unicórnios foram descritas desse jeito por conta da raridade e a dificuldade em valorizar negócios emergentes no mercado. Os unicórnios são empresas que enfrentaram diversos desafios, sobreviveram aos obstáculos e assim atingiram o tão sonhado decido dígito.

Veja as principais características de uma startup unicórnio:

  • Revolução

Revolucionar e inovar o modelo de mercado que a empresa está incluída é extremamente importante para que seja possível promover um diferencial.

Um bom exemplo disto é o Spotify, pois revolucionou o modo como as pessoas escutavam música, levando o meio de streaming para esse escopo.

É assim que funciona uma ideia inovadora, sair um pouco da bolha do que é certo ou errado e arriscar com novas possibilidades e ideias.

  • Vantagem no mercado

Como são empresas revolucionárias, é normal que sua posição esteja em vantagem no mercado, afinal é pioneira no ramo, aprimorando e inovando o produto ou serviço sempre.

É interessante se manter sempre informado e em constante crescimento para que assim garanta a sua posição de vantagem no topo.

  • Investir em tecnologia

Uma grande parte das startups unicórnios investiram em tecnologia.

No entanto, mesmo isso não é uma regra, investir em capitalização tecnológica para virar uma startup unicórnio, é fundamental.

Além disso, já está claro que atualmente a tecnologia e automação estão bem presentes em nossa rotina.

  • Focar no cliente

O grande foco das startups, principalmente unicórnios é com certeza o cliente. Afinal, tanto os produtos quanto às funcionalidades dos softwares são desenvolvidos pensando no usuário e em sua acessibilidade, com objetivo de sanar qualquer dor ou dificuldade.

A empresa Uber surgiu a partir da própria dor do dono, Travis Kalanick, quando tentou pedir um táxi em um dia chuvoso em Paris. Ele não conseguiu de forma alguma, então aí surgiu a ideia de como seria bem mais fácil, fazer esse pedido pela smartphone, então depois de alguns projetos, criou o app Uber.

É assim que funciona o espírito de inovação: entender a dor do cliente e criar um meio para solucionar da melhor forma possível.

Startups unicórnio brasileiras

Isso mesmo, o mercado de startups brasileiras já tem seus primeiros unicórnios e ainda existem várias outras apostas de crescimento em 2019.

Sendo assim, veja 6 startups brasileiras que viraram unicórnios:

99

A princípio, essa é uma das grandes concorrentes da Uber Brasil, o aplicativo de transporte 99 foi comprado em 2018 pela plataforma chinesa Didi Chuxing.

Desta forma, a startup brasileira recebeu uma contribuição de 1 bilhão de dólares e assim garantiu seu lugar na lista de unicórnios.

Nubank

Em janeiro deste ano, a empresa de pesquisas CB Insights revelou uma lista atualizada de startups que se tornaram unicórnios, ou seja,  a Nubank é uma delas.

Assim, de acordo com a pesquisa, a fintech brasileira está avaliada em 4 bilhões de dólares e virou um unicórnio no começo de 2018.

iFood

O iFood também está na pesquisa da CB Insights, e está avaliada em 1 bilhão de dólares.

Aliás, em novembro de 2018, a startup de entrega de alimentos recebeu um investimento de 500 milhões de dólares.

PagSeguros

A fintech PagSeguros surgiu como um empreendimento do grupo UOL em 2006 e alcançou ao patamar de 1 bilhão quando fez uma oferta de ações iniciais na Bolsa de Valores de Nova York. 

Então, depois de vender as ações, a fintech conseguiu 2,3 bilhões de dólares, tornando-se um unicórnio brasileiro. 

Movile

Essa startup de venture capital investe em empresas promissoras do mercado, ao propósito ela está por trás da ifood, Sympla, da Spoonrocket, entre outros nomes que estão ganhando notoriedade no Brasil.

Além disso, foi o presidente executivo da empresa Fabrício Bloisi que anunciou quando a marca atingiu 1 bilhão de dólares, na ocasião em que o próprio iFood virou um unicórnio.

Stone

Com especialidade em pagamentos, a Stone fez o lançamento dos seus títulos na Nasdaq em outro de 2018 e conseguiu levantar 1,5 bilhões de dólares.

Entretanto, o valor de mercado obtido pela startup brasileira alcançou os 9 bilhões de dólares.

Curiosidade sobre startup

Existe também as Super Unicórnio (Decacorn), essa é aquela startup que conseguiu alcançar a valorização superior aos 10 bilhões de dólares.

Mercado brasileiro de startup

Este mercado continua crescendo a cada ano que passa.

De acordo com a StartupBase, o Brasil conta com 12.790 startups e 10.676 membros.

Essas empresas estão estabelecidas em 595 cidades.

O crescimento é rápido, afinal, como foi falado antes, em 2018, o mercado brasileiro ganhou seus primeiros unicórnios.

Com a leitura deste conteúdo deu para entender que mesmo com um perfil cheio de incertezas e instabilidades das startups que estão começando, algumas gestões conseguem chegar no primeiro bilhão de dólares.

Mas enfim, quer saber como abrir uma startup? Então, preencha nosso formulário e veja o nosso curso de ” Criação de Startups: como desenvolver negócios unovadores”

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Deixe um comentário