Certificado de microempreendedor: entenda para que serve

certificado de microempreendedor

O certificado de microempreendedor é mais importante do que você pensa

Entenda a importância de emitir esse documento


Como funciona o certificado de microempreendedor

Você sabe qual a importância do certificado de microempreendedor? Conheça o processo de emissão desse documento.

O Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI) é um documento gerado ao microempreendedor individual após a emissão do CNPJ.

Ou seja, após o registro formalizado por meio do Portal do Empreendedor.

Esse documento é o contrato social do MEI, ou seja, o documento que servirá para representar a empresa.

Normalmente é exigido por bancos e instituições para comprovar a existência de sua empresa e regularização de seu negócio.

Portanto, é sempre bom guardar esse certificado e mantê-lo atualizado para que você não tenha problemas futuros.

O certificado de microempreendedor deve apresentar seu CNPJ e sua inscrição na Junta Comercial do Estado e sua área de atuação.

É obrigatório ter esse certificado?

A partir do momento em que a pessoa se registra como microempreendedor individual ela precisa emitir esse documento.

Ou seja, a decisão da emissão não está nas mãos da pessoa registrada.

Isso é previsto em lei, portanto, não é possível escolher outra maneira de se registar.

Apesar de ser ilegal, muitos microempreendedores trabalham de forma clandestina, tentando se esquivar dos impostos do governo.

Independentemente do tipo de negócio que você possui, você precisa ter um certificado de microempreendedor.

Quais os benefícios do certificado de microempreendedor?

Apesar de ser algo obrigatório, esse certificado traz alguns benefícios que serão de grande ajuda para o novo empreendedor.

Emissão de notas fiscais

A nota fiscal é algo que é praticamente essencial para realizar suas vendas, gerando credibilidade, conquistando maior confiança do cliente.

Uma venda sem notas fiscais pode causar certa desconfiança em seus clientes.

Isso porque, as notas fiscais comprovam que o cliente fez a compra em seu estabelecimento.

Sendo assim, podem cobrar garantias por meio da nota em caso de defeitos ou erros de cobrança.

Métodos de pagamento

Um negócio sem a diversidade de pagamentos, é um pouco limitado, aceitando apenas dinheiro vivo.

Ou seja, não é uma boa opção atualmente graças a preferência das pessoas pelos cartões de crédito ou débito.

Você pode oferecer opções de pagamentos em boleto ou máquinas de cartão, seja ele de crédito, débito ou de benefícios como alimentação e refeição.

Dessa forma, você passa maior credibilidade para o cliente e faz com que ele se sinta mais confortável ao escolher o método ideal.

Auxílio do governo

Ao emitir o certificado de microempreendedor, você recebe alguns benefícios, como linhas de crédito.

As linhas de crédito têm taxas de juros reduzidas e prazos maiores para realizar os pagamentos.

Pronto para empreender?

Ainda tem dúvidas sobre como se tornar MEI? Acesse nosso conteúdo e conheça todos os detalhes.

Gostou desse conteúdo? Então siga nosso perfil nas redes sociais e compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Deixe um comentário