5 cursos online de Marketing Digital para empreendedores

Nós do Portal SóPJ, site de serviços para empresas, vamos falar sobre os cursos online de Marketing Digital que empreendedores podem fazer para melhorar a divulgação na internet e aumentar as vendas. Confira, logo abaixo!

Cursos online de Marketing Digital

Se você busca fazer cursos online de Marketing Digital, então está no lugar certo porque vamos sugerir as melhores opções.

Sabemos que o marketing digital é uma ótima forma de alavancar os negócios e trazer bons resultados para a empresa.

Portanto, procuramos os melhores cursos de marketing digital para empreendedores donos de microempresa, pequena empresa, média empresa ou quem quer se tornar um empresário. Vamos lá!

cursos

1. Marketing Digital para Empreendedor – Sebrae

A Sebrae oferece esse curso de marketing digital para empreendedores que querem ganhar capacitação com a divulgação na internet.

Nesse curso, você aprenderá a monitorar os resultados dos seus anúncios e ações online, entenderá as métricas, entre outras metodologias relacionadas a essa área.

Você aprenderá: introdução ao Marketing Digital, Estratégias do Marketing Digital, Inbound Marketing, Vendarketing, Métricas e Montando um Departamento de Marketing Digital.

2. Curso de Marketing Digital Online – Prime Cursos

O curso de marketing digital da Prime Cursos utiliza os meios digitais tão utilizados no dia a dia para aumentar o relacionamento e comunicação com clientes e consumidores.

Você aprenderá a utilizar mídias sociais, blogs, websites e outras plataformas para aplicar os conceitos básicos do marketing a favor da sua empresa.

Nesse curso, você verá os benefícios do marketing digital, diferenças do marketing online e tradicional, como criar uma campanha e outros.

3. Curso Marketing Digital Grátis para Iniciantes – Mirago

O curso de marketing digital para iniciantes da Mirago oferece os conhecimentos sobre os conceitos básicos dessa área.

Comportamento do consumidor, jornada de compra, tráfego pago e orgânico, conversão, leads, CRO, mídias sociais e outros assuntos.

O curso é rápido e fácil — ideal para quem tem a rotina corrida e não pode se dedicar a um curso mais complexo e longo.

4. Curso de Marketing Digital – Prime Cursos

O curso de Marketing Digital da Prime Cursos oferece videoaulas com os benefícios que as estratégias online podem trazer para sua empresa.

Além de ensinar como criar anúncios atrativos e quais as melhores maneiras de divulgar seu negócio.

Não há pré-requesitos para participar do curso online, então não perca a chance de aprender os conceitos básicos do marketing digital.

cursos

5. Introdução ao Marketing para Empreendedores – Endeavor

O curso de marketing para empreendedores da Endeavor é específico para empreendedores, ou seja, o curso ideal para promover sua empresa.

Você aprenderá como criar uma estratégia de marketing, como criar um posicionamento da marca, além de outras vantagens para o seu negócio.

Com esse curso você irá dar os primeiros passos no marketing digital para atingir mais clientes e aumentar as vendas.

Enfim, esses são os cursos online de Marketing Digital para melhorar os resultados da sua empresa. Ficou interessado nos cursos? Então clique aqui para receber mais opções de cursos para empreendedores.

Aproveita e acesse nosso site para ver outros produtos e serviços para sua empresa e funcionários: https://www.sopj.com.br/

6 cursos de empreendedorismo para pequenas empresas

Sem dúvida, aprendizado nunca é demais — principalmente para quem está começando. Pensando nisso, nós do Portal SóPJ criamos uma lista com cursos de empreendedorismo para pequenas empresas. É uma ótima oportunidade de entender melhor essa área e alavancar o seu negócio. Confira, logo abaixo!

Cursos de empreendedorismo para pequenas empresas

Sobretudo, é importante saber que não é necessário pagar caro ou sair de casa todos os dias para fazer os cursos de empreendedorismo para pequenas empresas. Afinal, nossa lista comprova que existem outras alternativas.

Diante disso, escolhemos opções de cursos online e de graça para quem quer estudar o mundo dos negócios para colocar em prática no dia a dia. Vamos lá!

cursos

1. Curso “Aprender e empreender” do Sebrae

O objetivo principal desse curso é formar o perfil de empreendedor dos pequenos empresários.

Nesse curso são ensinados os conceitos e práticas básicas de Mercado, Finanças e de Empreendedorismo — através de 3 módulos.

Você pode fazer esse curso online no conforto da sua casa em até 30 dias. A carga horária é de 16 horas.

2. Curso “Criação de Startups: como desenvolver negócios inovadores” da Coursera

O Coursera é uma plataforma online de cursos da Universidade de São Paulo que oferece várias aulas sobre diversos assuntos, inclusive empreendedorismo.

Como é o caso do curso “Criação de Startups: como desenvolver negócios inovadores” que ensina como criar uma startup.

Além disso, o curso é 100% online com 15 horas de aprendizado, dividido em 5 semanas e em 5 temas diferentes — rápido e eficiente.

3. Curso “Comunicação Integrada” da ESPM

Esse curso ensina como melhorar o posicionamento e identificar a identidade de marca nos diferentes meios de comunicação do mercado.

Inclusive, ele é destinado a todos os empresários que querem aprimorar as áreas de marketing e gestão das suas empresas.

O curso “Comunicação Integrada” possui 16 horas aulas e pode ser feito online, sem cobrança alguma.

4. Curso “Planejamento Estratégico para Empreendedores” da Endeavor

Esse curso foi criado para ajudar empreendedores que possuem dificuldade em definir uma estratégia para o seu negócio, além da colocação em prática do plano.

O curso possui 7 módulos: a importância da estratégia, metodologia, análise de cenário, estratégia, plano de ação: execução, regras de jogo e competência do Líder.

Sem dúvida, em apenas 3 horas você irá conseguir aprender como criar uma estratégia clara para colocar em prática.

cursos

5. Curso “Finanças Básicas para Empreendedores” da Endeavor

Os pequenos empreendedores podem fazer esse curso para aprenderem a lidar com o primeiro contato com as finanças da empresa.

Através de conceitos básicos, o empreendedor irá utilizar os conceitos de finanças e contabilidade para traçar um planejamento e controle financeiro do seu negócio.

São 4 horas de curso com especialistas do empreendedorismo que são professores de instituições como FGV, USP e outras.

6. Curso “Teoria Geral da Administração para Executivos” da Fundação Instituto de Administração

Esse curso oferece conhecimentos de administração geral para os empreendedores durante 5 semanas.

Isso porque o curso está na plataforma online da Coursera e conta com os seguintes módulos: bases do conhecimento, escola clássica, modernidade e desempenho das organizações.

Além disso, é feito um teste final para que o empreendedor consiga um certificado validando o curso.

Enfim, esses são os cursos de empreendedorismo para pequenas empresas. Ficou interessado em fazer cursos? Então preencha o formulário e aguarde o contato de uma empresa da área.

7 dicas sobre como escolher um construtor de sites

Nós do Portal SóPJ — site de serviços para empresas — vamos te ajudar como escolher um construtor de sites para o seu negócio. Seja pequena, média ou grande, toda empresa precisa de um endereço na web para divulgar o seu trabalho. Confira!

Como escolher um construtor de sites?

De fato, escolher um criador de sites não é uma tarefa fácil, ainda mais se você não for familiarizado com esses tipos de ferramentas.

Porém, nossas dicas vão ensinar como escolher um construtor de sites e fazer seu negócio se tornar um sucesso online.

Está na hora de compartilhar sua empresa com pessoas de vários lugares que apenas a internet pode alcançar. Vamos lá!

construtor de sites

1. Banco de dados

Quando for escolher um criador de sites na internet verifique as informações sobre o banco de dados que ele oferece.

Na internet, banco de dados é o local que armazena todas as informações sobre a empresa, como produtos disponíveis, perfis dos clientes, protocolos adotados pela equipe e outras.

2. Capacidade de migração

A precaução é a melhor atitude ao escolher um criador de site profissional com capacidade de migração.

Esse diferencial irá te ajudar quando você quiser migrar seu site para outro software/criador de site.

Sendo assim, será mais fácil contratar um profissional que irá fazer as mudanças para as transferências sem prejudicar seu projeto.

3. Facilidade de uso

Verifique se o criador de site oferece facilidade de uso que possibilite que qualquer usuário possa assumir as tarefas e desenvolver o site.

Existem várias empresas de criação de site na internet com opções gratuitas para testar.

Portanto, experimente alguns planos gratuitos para ver a facilidade de uso antes de contratar um plano profissional.

4. Custo mensal / anual

Quando o assunto é criador de site profissional, uma das questões mais importantes é o custo — que pode ser cobrado mensalmente ou anualmente.

É importante verificar se o valor cobrado faz jus ao ROI (return in investment), ou seja, se o preço vale pelo retorno.

Não é sempre que o criador de site mais caro é a melhor opção e nem o contrário, o mais barato pode sair caro. Precisa ter um meio termo.

construtor de sites

5. Velocidade

É preciso que o criador de site ofereça velocidade para realizar atualizações, ações no painel de edição e, claro, na velocidade da navegação dos usuários.

A velocidade dos sites faz com que os usuários deixem a página se ela estiver demorando para carregar.

Sendo assim, esse é um dos critérios para avaliar na hora de contratar um criador de sites profissional.

6. Segurança

Todo site guarda informações superimportantes da empresa e dos usuários — principalmente quando utiliza formulários e cadastros para compras.

Dessa forma, é imprescindível que contenha um sistema de segurança que bloqueie tentativas de invasão ou ataques cibernéticos.

Um site seguro irá deixar os usuários confortáveis para realizarem compras e informarem seus dados pessoais.

Enfim, essas são algumas dicas para te ajudar a escolher um construtor de sites profissional para sua empresa. Quer receber o contato de uma empresa de criação de sites, então preencha o formulário.

Tipos de Certificados Digitais para empresas

Nós do Portal SóPJ — site de serviços para empresas — vamos contar quais são os certificados digitais que podem facilitar a rotina do seu negócio. Se você já ouviu falar sobre eles, mas não entende muito bem como funcionam, então leia esse artigo!

O que são certificados digitais?

Sobretudo, é importante entender o que são certificados digitais e a importância deles para sua empresa.

Um certificado digital é um tipo de documento eletrônico que funciona como uma senha para comprovar a identidade da empresa.

Em outras palavras, o certificado digital comprova que a ação está sendo realizada por um usuário da empresa por meio do computador.

Desse modo, garante que somente a empresa realize operações em nome da empresa — aumentando a segurança das informações administrativas.

certificado digital

Para que servem os certificados digitais?

Os certificados digitais servem para criar uma conexão segura para assinar documentos, emitir notas fiscais e outras ações administrativas.

Para entender melhor como esses certificados são comprovados é preciso saber que existem empresas de autoridade de certificação que validam a identidade do portador do certificado.

Dessa forma, ao utilizar o certificado digital e ele for reconhecido, as ações online serão comunicadas de maneira segura e criptografa.

Tipos de certificados digitais de acordo com a aplicação

Agora que você entendeu o que é um certificado digital e como ele funciona, então pode saber quais são os tipos que existem. São eles:

1. Certificado Tipo A” -Assinatura Digital

Classificado como “Certificado Tipo A”, a Assinatura Digital serve para realizar assinaturas digitais em qualquer tipo de documento online.

Ele serve para assinaturas de documentos, transações eletrônicas, entre outras aplicações. Sua principal função é comprovar a autenticidade e a autoria do emissor/autor.

2. Certificado Tipo S – Sigilo/Confidencialidade

Esse tipo de certificado digital assegura que o conteúdo não terá acessos externos, já que possui criptografia de dados.

Portanto, utilizando o “Certificado Tipo S” não precisa se preocupar com o vazamento de informações da transação em questão.

3. Certificado Tipo T – Certificado do Tempo

Ele também é conhecido como time stamping, o Certificado do Tempo é destinado para comprovação da hora e do dia que o documento eletrônico foi assinado.

Dessa forma, os documentos terão validade da assinatura de maneira atemporal, ou seja, valerão independentemente da data de assinatura.

certificado digital

Tipos de certificados digitais quanto à segurança

Existem também os certificados digitais que diferem de acordo com os níveis de segurança criptografada. São eles:

1. Certificado A1

São senhas geradas por um software armazenado no computador do usuário, acessível por um login e uma senha.

2. Certificado A3

Esse tipo de certificado é gerado e armazenado por um hardware criptográfico, como um token que gera a cada momento uma nova senha.

3. Certifcado A4

Esse certificado utiliza um Módulo de Segurança Criptográfico (HSM), cuja chave é gerada e salva. O tamanho da senha é maior, neste caso.

Conclusão

Existem vários tipos de certificados digitais, mas cada um é destinado para uma funcionalidade. Avalie qual é o ideal para cada caso.

Enfim, esses são os tipos de certificados. Ficou interessado? Então preencha o nosso formulário e aguarde o contato de uma empresa da área.

Qual melhor meio de pagamento online?

Se muitas pessoas preferem realizar tudo pela internet, então seu negócio precisa oferecer uma forma de pagamento. Porém, qual melhor meio de pagamento online para sua empresa? Nós do Portal SóPJ vamos mostrar as opções disponíveis no mercado para você escolher. Confira!

Qual melhor meio de pagamento online?

Sem dúvida, quem empreende só na internet precisa receber por lá. Porém, até mesmo estabelecimentos físicos podem receber online.

Em primeiro lugar, você precisa saber o que são os meios de pagamento online — que nada mais é do que um direcionamento para uma página segura para pagar e concretizar a compra.

Para você saber qual melhor meio de pagamento online para o seu negócio, nós selecionamos algumas opções. Veja quais são, abaixo.

Meio de pagamento

Afinal, quais são os meios de pagamento online?

Enfim, chega de mistérios e vamos aos meios de pagamento online disponíveis no mercado. Veja as características de cada um antes de escolher o ideal para seu negócio.

1. PagSeguro

A PagSeguro oferece mais de 25 opções disponíveis para seus clientes: cartão de crédito, boleto bancário, débito online e depósito em conta.

Uma das maiores vantagens do PagSeguro é que seu cliente pode pagar parcelado, mas você recebe o valor total de uma única vez.

Você escolhe os meios que quer receber online dos seus clientes, basta selecionar em “Preferências” e “Recebimentos”.

2. Stripe

O Stripe é um sistema de pagamento na web e em aplicativos móveis muito utilizado no mundo inteiro.

Essa empresa ainda é pouco conhecida no mercado brasileiro e vem disputando com a gigante PayPal, já mais conhecida pelos brasileiros.

O Stripe oferece um acesso instantâneo ao processamento. Primeiro a empresa aprova o cadastro do seu negócio e examina como você está utilizando.

Ao contrário da maioria, esse sistema permite que o usuário compre diretamente no seu site — sem a necessidade de ir para outra página.

3. PayPal

De fato, o PayPal é um dos meios de pagamento mais conhecidos e usados no mundo.

Ele funciona como um estilo de conta que permite receber pelos produtos e realizações transações em um só lugar.

O comprador também precisará utilizar o sistema com uma carteira digital, ou seja, realiza o pagamento, consegue transferir e depositar em outras contas.

Uma das maiores vantagens do PayPal é que os usuários podem comprar produtos fora do Brasil através da sua conta.

Meio de pagamento

4. Mercado Pago

O Mercado Pago é um meio de pagamento online da empresa Mercado Livre.

Primeiro é preciso fazer uma conta de vendedor (pessoa jurídica) para começar a receber os pagamentos. Não será cobrado nada pela abertura da conta.

Configure as opções básicas em “Minha Conta” para controlar a entrada e saída de dinheiro, entre outras funções.

O mercado pago oferece 3 formas de pagamento, são elas: Redirecionar, iFrame e Lightbox. Todas as opções são em JavaScript e podem ser adicionadas facilmente à sua loja virtual.

Conclusão

Qual o melhor meio de pagamento online para sua empresa? Cada tipo de negócio possui características e, portanto, você é a melhor pessoa para saber qual a melhor opção.

Enfim, qual o melhor meio de pagamento online para seu negócio? Conte nos comentários! Aproveita e preencha o nosso formulário para receber o contato de uma empresa de meio de pagamento.

Por que abrir uma loja virtual?

Por que abrir uma loja virtual? Você já se perguntou sobre isso? É comum que empresas que nasceram como físicas estranhem o universo da internet. Mas, por isso, nós do Portal SóPJ vamos falar a importância da presença online. Confira!

Por que abrir uma loja virtual?

Se você vive se perguntando porque abrir uma loja virtual, nós temos os motivos que vão te convencer neste artigo.

Mesmo empresas que são um sucesso em vendas presenciais também investem em lojas virtuais. A razão para isso pode ser entendida nos tópicos, abaixo.

loja virtual

1. Atendimento 24h

Se lojas, comércios, escritórios possuem um horário comercial estabelecido por determinadas horas, a loja virtual não tem esse impedimento.

O site ou loja virtual da sua empresa ficará online 24 horas e será encontrada pelos usários quando eles quiserem.

2. Público só cresce

Pesquisas mostram que o número de e-consumidores só cresce, portanto, o público que você quer atingir está na internet e quer comprar por lá.

Além disso, você consegue atingir pessoas que não consegueria apenas com a loja física, como em outras cidades, estado e até outros países.

3. Facilidade

A correria do dia a dia faz com que as pessoas queiram praticidade e comodidade em todos os aspectos da vida.

Desde pedir comida em casa até enviar um mensageiro para buscar e entregar documentos, tudo é realizado para ser feito de maneira rápida e confortável — até mesmo comprar em lojas virtuais.

4. Investimento baixo

Sem dúvida, abrir uma loja online é mais barato que montar uma loja física. Você precisará comprar o domínio (URL), pagar a hospedagem e iniciar a construção da loja.

Se for necessário, solicite o serviço de algum profissional da área para deixar sua loja virtual mais desenvolvida.

5. Promoções

Uma das grandes vantagens em apostar em lojas virtuais é a possibilidade de divulgar promoções e divulgar na internet em poucas horas.

O retorno pode ser rápido e positivo. E, ainda, você pode soltar campanhas e mesurar em tempo real a performance delas.

6. Concorrência

Provavelmente, seus concorrents estão na internet. Caso você não esteja, então está perdendo esse mercado que pode ser muito lucrativo.

Além disso, os consumidores recorrem à internet primeiro para verificar as opções antesde comprar. Se você não está online, então não será encontrado.

"loja

7. Alternativas de estoque

Na loja física você precisa deixar à mostra todos os produtos disponíveis que você têm para vender.

Porém, na internet existe a alternativa de trabalhar com estoque zero, ou seja, apenas depois de receber o pedido você entra em contato com um fornecedor.

8. Acompanhamento

Ao contrário da loja física, a virtual possibilita o levantamento de dados do comportamento de quem entra no site.

É possível ver os produtos mais acessados, os mais vendidos, aqueles que foram abandonados no carrinho, entre outras ações dos usuários.

É uma ótima forma de criar estratégias e descontos em cima desses dados.

Enfim, agora que você já tem 8 motivos para a pergunta: por que abrir uma loja virtual. Então preencha o formulário e aguarde o contato de uma empresa do ramo.

Qual o melhor criador de sites pago para empresas?

Para encontrar o melhor criador de sites, nós do Portal SóPJ — site de serviços para empresas — fizemos um comparativo para você escolher o ideal para o seu negócio. Veja o nosso ranking, logo abaixo.

Qual o melhor criador de sites?

De fato, não é uma tarefa fácil achar o melhor criador de sites.

Porém, nós do S´óPJ levantamos tudo o que você precisa saber para ter uma ideia antes de escolher para sua empresa.

É muito importante comparar as opções no mercado antes de escolher o criador do site do seu negócio. Vamos lá!

construtor de sites

 

1. UOL Host

Sem dúvida, o criador de sites do UOL Host é um dos mais populares entre as empresas que buscam uma ferramenta com vários recursos.

Ele oferece várias opções para criar a aparência do site e o modelo do texto.

Ainda possui um banco de imagens exclusivo para você deixar do jeito que desejar.

Se você quiser mexer no código ou solicitar para profissional, então pode usar o modelo desenvolvedor que possibilita a edição com HTML, CSS e JavaScript.

Além disso, a hospedagem do UOL permite que o layout fique adequado no celular, tablet e computador.

Além disso, você pode ter um Blog para atualizar seu negócio e integrar comentários das redes sociais.

2. WordPress Negócios

O criador de sites WordPress Negócios é uma ferramenta perfeita para pequenas e médias empresas.

Essa versão paga permite uma personalização de design avançada para você criar o site como quiser.

Essa opção oferece espaço de armazenamento ilimitado, possibilita a monetização com o site, ferramentas de SEO, entre outros.

construtor de sites

O WordPress negócios ainda oferece suporte via chat ao vivo e e-mail para você tirar todas as dúvidas sobre a ferramenta.

3. HostGator

O criador de sites HostGator fornece uma plataforma fácil de usar e intuitiva — que você mesmo pode criar um projeto rapidamente.

Além da criação do site, ele também garante hospedagem, SSL, conta de e-mail, atendimento 24 horas e estrutura segura.

Você pode inserir mapas, vídeos, imagens, logos e banners.

O HostGator também disponibiliza a edição de cores, fontes, botões e muito mais.

Ainda é possível editar novas seções nas páginas quando quiser e verificar antes de publicar a aparência nos dispositivos móveis.

4. Locaweb

Assim como todos os outros criadores de sites, o Locaweb também possui diferentes planos (básico, intermediário e loja virtual).

Todos os planos incluem registro de domínio, e-mail profissional, site responsivo, estatísticas, certificado de segurança e outros recursos.

Você pode escolher seu template, personalizar, visualizar a versão mobile e publicar — de maneira fácil e rápida.

Afinal, qual o melhor criador de site?

Depois de ler as vantagens das 4 opções acima, a resposta precisa vir de você que conhece exatamente o que a sua empresa precisa.

Analise bem as opções, o custo-benefício de cada uma delas e escolha o criador de site compatível com o que você precisa.

E aí, qual o melhor criador de sites para você depois de ver essas 4 opções? Ficou interessado? Então clique aqui e preencha o nosso formulário para receber o contato de uma empresa da área.

Criar um site ou blog? Veja como fazer as duas opções!

Se você tem uma empresa, então já se perguntou se é melhor ter site ou blog. Essa dúvida é normal. Mas para facilitar a sua escolha nós do Portal SóPJ, site de serviços para empresas, vamos explicar como criar essas duas opções. Confira!

Site ou blog?

Eis a questão: site ou blog? Qual é melhor para sua empresa? Se você sempre ficou na dúvida ao decidir em qual formato de divulgação apostar, então agora vai poder escolher com mais facilidade.

Embora muitas pessoas associem um site com empresas e blog com páginas que abordam temas opinativos, na prática não é exatamente assim.

Empresas podem criar apenas site ou um blog exclusivo. Além disso, empreendedores podem colocar um blog dentro do site.

Para ficar mais fácil escolher veja como fazer um site e um blog, logo abaixo.

construtor de sites

Como criar um site?

Existem alguns passos para a construção de um site para sua empresa. São eles?

1. Sitegrama

O primeiro passo é a criação de um sitegrama, ou seja, uma estrutura que ajuda a pré-visualizar o seu projeto.

Dessa forma, você pode colocar no papel ou criar online esse organograma com as categorias e sub-categorias. Essa é a hora de enxergar todas as possibilidades.

2. Plataforma

Sem dúvida, existem muitas plataformas para criar o site da sua empresa. Uma das mais utilizadas é o CMS — um sistema de gerenciamento de conteúdo e imagem fácil de construir e gerenciar sites.

Um construtor de site é similar ao CMS, mas possui uma interface de construção mais rápida e eficiente. Além disso, você pode contratar um profissional para criar um site do zero, com técnicas de HTML e CSS.

3. Hospedagem

É muito importante a escolha do provedor de hospedagem do site. Faça uma seleção dos melhores provedores e escolha o ideal para o seu site.

4. Nome do domínio

O nome do domínio é o nome do site da sua empresa que provavelmente terá o mesmo nome do seu negócio.

Compre o nome que você deseja em www.registro.br. Depois desses passos é só colocar a mão na massa e começar o processo de criação.

Como criar um blog?

De fato, a criação de um blog é um pouco mais fácil e rápida em comparação com a construção de um site. Veja o passo a passo!

1. Pago ou gratuito?

O primeiro passo é escolher se o blog será pago ou gratuito. Nós recomendamos a versão paga que possui mais possibilidades na criação e desenvolvimento.

As plataformas gratuitas mais utilizadas são o WordPress e a Blogger. Já as versões pagas são a UOL Host, Eveo e outras.

2. Planejamento

Escolha o assunto a ser abordado no blog da sua empresa, o formato da hospedagem (gratuito ou pago) e o template.

construtor de sites

3. Periodicidade de conteúdo

Um blog necessita de conteúdo, seja diário, semanal, quinzenal ou mensal. Defina essa periodicidade antes de iniciar os trabalhos.

4. Marketing de conteúdo

Como o blog pertence a uma empresa/marca, então é necessário desenvolver a estratégia de Marketing de Conteúdo.

Essa estratégia atrai clientes para engajar com a sua empresa e consumir conteúdo relevante — a fim de transformá-lo em leads (clientes).

Nota: importante lembrar que ambos modelos (site ou blog) precisam ser criados e desenvolvidos com estratégias de SEO (Search Engine Optimization) para aparecer nas primeiras buscas do Google.

Enfim, você vai escolher um site ou blog? Conte nos comentários! Aproveite e preencha o nosso formulário para uma empresa de criação de sites entrar em contato.

O que é Certificado Digital para Nota Fiscal?

Empreendedores, vocês sabem o que é Certificado Digital para nota fiscal? Com toda a certeza, você já ouviu falar sobre esse documento digital e já fez essa pergunta. Por isso, nós do Portal SóPJ vamos explicar como funciona esse documento. Confira!

O que é Certificado Digital para nota fiscal?

Se você sempre quis saber o que é Certificado Digital para nota fiscal, então está no lugar certo!

Sobretudo, o Certificado Digital é um documento de identidade da pessoa física ou jurídica, utilizada como assinatura de documentos digitais —  como contratos e notas fiscais eletrônicas.

Esse documento serve para órgãos públicos (ex: prefeituras) apurarem se as informações das empresas estão corretas e se são verídicas.

Para que serve o Certificado Digital para nota fiscal?

Existem várias funcionalidades do Certificado Digital relacionadas com as notas fiscais. Veja abaixo algumas delas, logo abaixo.

1. Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas

O NF-e é o certificado para emissão de notas fiscais que variam de modelos — sinalizado pela necessidade da empresa.

Essa nota pode ser emitida para qualquer funcionário — não necessitando do representante na Receita Federal.

Empresas públicas, órgãos públicos ou de economia mista podem ter acesso aos serviços exclusivos do Governo, como CT-e, CAGED, e-CAD e outros.

2. Emissão de CT-e

O Certificado Digital facilita a emissão do CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) que serve fins fiscais.

O CT-e é indicado para o transporte de cargas nos sistemas rodoviário, ferroviário, aéreo, dutoviário e aquaviário.

3. Evita erros de escrituração

Você sabe o que é escrituração? É uma técnica para armazenar os fatos contábeis de uma empresa em livros de registro de tais operações.

Com o uso do Certificado Digital é possível diminuir os erros de escrituração, já que o cadastro possui informações corretas e checadas pelos órgãos fiscais.

4. Emitir o DANFE

O Certificado Digital disponibiliza que as empresas possam acompanhar o trânsito da mercadoria com a emissão do DANFE (Documento Auxiliar na Nota Fiscal Eletrônica).

Além disso, é importante saber que o DANFE não é uma nota fiscal, apenas é uma chave de acesso da NF-e.

Como fazer a renovação do certificado digital?

O Certificado Digital possui um período de vigência que precisa ser verificado em uma empresa especialista em Identificação Digital.

Para isso, basta que o Certificado Digital esteja conectado/instalado no computador.

Depois de pedir a solicitação online da renovação é necessário esperar a data limite da validade do certificado digital.

O ideal é que a renovação seja feita 45 dias antes do vencimento. Se a validação for presencial você poderá alterar dados, porém é necessário que o titular esteja presente.

Vantagens do Certificado Digital para Nota Fiscal Eletrônica

Existem algumas vantagens do Certificado Digital para Nota Fiscal Eletrônica. Confira algumas delas, logo abaixo.

1. Mais segurança

O Certificado Digital diminui o risco de fraudes, já que faz a troca criptografa de dados — mais difícil de ser acessada por terceiros.

2. Redução de despesas

O Certificado Digital permite que você não tenha gastos exagerados com impressão de documentos, reconhecimento de firmas, entre outras ações burocráticas.

3. Facilidade

O Certificado Digital poder ser instalado em vários computadores — facilitando que você use de qualquer lugar que estiver.

Enfim, agora você sabe o que é certificado digital para nota fiscal. Se ficou interessado nesse serviço, então preencha o formulário aqui e aguarde o contato de uma empresa da área.

6 dicas para escolher um software de gestão financeira

Não basta ter um negócio se você não cuidar da saúde financeira dele. Por isso, nós do Portal SóPJ vamos ajudar você a escolher um software de gestão financeira para ter um bom planejamento das finanças empresariais. Confira!

O que é software de gestão financeira?

Pequenas, médias e grandes empresas precisam cuidar do controle de caixa, estoque, emissão de notas fiscais, entre outras funções empresariais.

A tecnologia ajuda nessa tarefa, já que possibilitou a criação de diversos tipos de software de gestão financeira.

Portanto, veja como escolher um sistema operacional capaz de gerenciar as finanças de todos os tipos de negócios, logo abaixo.

software

1. Saiba as suas necessidades

Saber o que você precisa será mais fácil escolher um software de gestão financeira.

Se o seu foco é a economia com o cartão de crédito da empresa, então a dica é escolher um sistema que crie metas de economia e controla os gastos, por exemplo.

Escolher o programa mais completo ajuda na adaptação das necessidades, conforme vão aparecendo com o tempo.

2. Peça referências

Procure encontrar referências sobre o fornecedor do software antes de fechar negócio.

Dessa forma, você conhece melhor o trabalho dos desenvolvedores do software e as fica por dentro das avaliações dos seus clientes.

Essa é uma ótima estratégia que precisa ser realizada antes de contratar o software para sua empresa.

3. Funcionalidades técnicas do software

O software que você busca precisa estar baseado na nuvem? Precisa ter acesso remoto? Compatível com vários dispositivos?

Responder essas perguntas antes de fechar negócio com a fornecedora de software é uma ótima maneira de escolher o ideal para você.

Esses detalhes mostram se o acesso é compartilhado com diversos funcionários e se possui escalabilidade — permitindo a alteração do plano se a equipe aumenta ou diminui.

software

4. Fácil de instalar e utilizar

Um dos principais motivos para ter um software de gestão financeira é a praticidade e a facilidade de gerir os negócios no dia a dia.

Portanto, é necessário que o programa seja fácil de instalar e de utilizar. Se o fornecedor oferecer a instalação inclusa é melhor ainda.

Peça para utilizar a plataforma por alguns dias como teste para verificar se as funcionalidades são compatíveis com o que você esperava, além da facilidade na hora da utilização.

5. Benefícios

Uma vez que você opta por um fornecedor de software de gestão empresarial, então é preciso analisar o suporte que a empresa oferece.

Apareceram falhas, dúvidas ou sugestões de funcionalidades? Então entre em contato com o fornecedor e peça ajuda.

Além disso, verifique se existe a possibilidade de treinamento para os funcionários com a nova plataforma.

6. Funcionalidades financeiras

A última dica e uma das mais importantes para escolher o software de gestão de negócios é saber as funções financeiras que ele oferece.

Veja se ele oferece controle do fluxo de caixa, emissão de nota fiscal eletrônica, controle de estoque, integração com o escritório de contabilidade (se for necessário), gráficos e outros recursos financeiros.

E aí, vai comprar um software de gestão financeira para sua empresa? Se ficou interessado preencha o nosso formulário e aguarde o contato de uma empresa do segmento.